quinta-feira, 21 de março de 2013

Loucura vã


Na escuridão do meu quarto, 
deitada sobre a cama, 
penso ouvir vozes. 
Ontem mesmo 
imaginei que alguém 
entrava em meus sonhos,
me atormentava.
Chorei de medo.
Ando ou não ando um tanto estranha? 


Renata Rabelo 
Poetisa

Nenhum comentário:

Postar um comentário