domingo, 24 de março de 2013

Nosso amor é circo, é lona

No picadeiro
sobre a lona velha e remendada
(re)escrevo
entre malabares,
a sua vida,
e a minha.
Entrelaço-me a ti
como um contorcionista.
E juntos,
equilibramo-nos
como em uma corda bamba.
Gargalhamos de alegria
feito dois palhaços
e, por fim
aplaudimo-nos de amor. 

Renata Rabelo
Poetisa

Nenhum comentário:

Postar um comentário