quarta-feira, 27 de março de 2013

Velhice


 Na doçura da velhice,
o retrato do esquecimento.
A muito já não sabe quem é,
a não ser o seu nome,
que pronuncia com veemência:
- Maria da Glória.
Sentada sobre a cama
inclina-se vagarosamente
e em silencio
ergue a cabeça em direção ao espelho.
Como que hipnotizada,
explora cuidadosamente
a própria figura envelhecida.
E não se reconhecendo mais,
Chora, acariciando o próprio rosto
com ternura.

Renata Rabelo
Poetisa






Nenhum comentário:

Postar um comentário