segunda-feira, 1 de abril de 2013

Como um rio

Como um rio
Veio de mansinho
Passou devagarinho
E pronto.
Mergulhei!
Era transparente
Agua reluzente
Veio de repente
E pronto.
Viajei!
Nesta viagem
Chegou até mim
Foi então que senti
Um amor sem fim
E pronto.
Transcendi! 

Renata Rabelo
Poetisa 


Nenhum comentário:

Postar um comentário