quarta-feira, 22 de maio de 2013

Meu amor é mansidão


Meu amor é feito passarinho,
Que de galho em galho,
Pouco a pouco
Constrói seu ninho.

Meu amor é vento sem direção,
É ar que bate porta,
Tira poeira do chão.

Meu amor é feito nuvem no céu
É branda,
É clara, feito papel.

Meu amor é cheiro,
É tempero,
É fogo acesso.
Sem tempo,
Sem hora,
Sem pressa,
De mansinho.

Renata Rabelo
Poetisa

Nenhum comentário:

Postar um comentário