terça-feira, 2 de julho de 2013

Coração menino

Foi-se o tempo,
Ficou-se atento,
E saiu correndo,
De encontro ao vento.
Nesse alento,
Recém-nascido,
Até então desconhecido
Pelo coração bandido,
Desse menino
Que em desatino,
Chorou.

Renata Rabelo
Poetisa

Nenhum comentário:

Postar um comentário